A Marcha para satanás e a Dissimulação evangélica.

18 jan

coroaSemana passada ouvi sobre a realização da tal Marcha para Satanás que se realizaria em SP e em outros locais. Recebi o site do evento e alguns vídeos sobre, alertando sobre a necessidade de se levantar em oração contra o evento, e que muitas igrejas e pastores estavam se preparando para este dia. Mais tarde, depois de ver os vídeos e ler o site, fui perguntado sobre o que eu achava de tudo aquilo.

Vou deixar aqui a mesma coisa que respondi,  e o que acho sobre isso tudo, fiz questão de que fosse depois, não quis ficar fazendo propaganda pra nenhum dos lados, nessa babaquice toda!

 

 

Primeiro de tudo! Não é um evento de satanistas.

Pois ao contrário de muitos evangélicos, que precisam apresentar a todo mundo seus cargos e posições, e dizerem que são ungidos pra isso, e que são chamados para aquilo, nenhum satanista vai pular na sua frente e dizer: Oi, sou satanista e faço parte de uma turma da pesada que tem um  plano sórdido de destruir o planeta!

Não, nada disso!

Tá enganado também se achar que aquela banda de rock que canta coros em exaltação ao diabo é que é a cara do satanismo. Aquilo é só fama de malzão, mesmo, conheço um monte, e não é nada disso.

 

Já ouvi ex satanistas, de verdade, (não esses que fazem livros hoje pra crentes comprarem, aliás, não comprem! O que escrevem  é pura conversa fiada, eu digo com toda certeza!).

Sim! O satanismo existe, e seu real trabalho é silencioso, sem propaganda, sútil e entranhado nos locais mais impensáveis que você possa achar.

Ah Não! Eles não querem quebrar sua perninha, nem dar um docinho envenenado pra você, e nem estão interessados em como sua igreja vai ou o que andam fazendo. As intenções são bem mais amplas e consistentes perto da infantilidade do raciocínio que muitos evangélicos, infelizmente, têm do que é bem ou mal.

 

Não tenho dúvidas que o satanismo está na política mundial atual, e que tenha participação efetiva nas decisões mais importantes da sociedade, e que nós ja trilhamos, acatamos e adotamos  muitas destas decisões no nosso dia a dia, e fazemos parte de um sistema imposto. Não tenho dúvidas também, embora muita gente fique “#chateadinhacomigo”, de que está sim nos púlpitos de algumas igrejas arrebatando multidões e usando o nome de Cristo pra manter a galera desligada.

 

 

 

Então, não! A Marcha para Satanás, não é um mover satanista e todo esse troço que os evangélicos tentaram pintar na internet.

 

Trata-se de gente que se juntou pra satirizar a Marcha para Jesus, os evangélicos e seus temas levantados atualmente.

Gente que se levantou pra criar um evento que confrontasse tudo o que se evidencia no cenário evangélico atual. E todo mundo sabe que coisa boa nunca fica em evidencia, nem no meio evangélico e nem em canto nenhum.

É triste, mas é real! A igreja evangélica se contaminou com politicagem, se atolou na lama da corrupção, elegeu bancada, e deu trono a personagens que ninguém no seu juízo normal daria trela, mostrando o quanto esta doente.

 

 

Nos palcos das Marchas e nos mais diversos eventos e acontecimentos evangélicos, desfila Malafaia, um cara de falar agressivo, como um cão feroz pronto para morder quem seja contra suas afirmações.

Fico confuso e ao mesmo tempo surpreso com a habilidade dele em falar de um Jesus, e ser totalmente o inverso do Cristo que prega. Malafaia Saiu na Forbes, ganhou fábulas de grana e se perdeu em discussões em que Jesus jamais se interessou em participar, entre elas, os bate-bocas com a comunidade LGBT. Não passa de um ridículo vociferante, que não merece nenhuma credibilidade, pois se abraçou loucamente a tudo o que pregou contra no passado, pra se tornar quem é hoje.

 

Desfila Bolsonaro, o cara com vinte anos na política e nenhum projeto aprovado,  e pelo visto nenhuma preocupação ou interesse em mudar isso, afinal, em time que tá ganhando não se mexe! O cara que só serve pra fazer lobby e causar burburinhos dentro do cenário político. Se vender, e negociar seu posicionamento em forma de votos pra causas de próprios interesse. Que Banaliza a igualdade, os direitos de pobres, e das mulheres, e  incita violência contra contra os homossexuais.

Para mim no fundo é só um boçal, que só existe porque a cada citação de merda que faz, todo mundo, seja contra ou a favor, sai comentando nas redes sociais. Bolsonaro sim, é como o diabo, “Não deis lugar!” Pois é só o que ele quer, tanto que esta enfiando seus filhinhos lá, pra fazerem exatamente o mesmo.

 

 

Desfila Cunha, o “irmão” corrupto, com dinheiro em contas na Suiça, mas que já tem histórico de corrupção la de trás. Que faz da Câmara seu quintal, e conta com uma bancada evangélica de picaretas pra isso.  Aprovam  leis encomendadas em favor de ricos, patrões e bancos. Vetam e alteram o que não lhes interessa ou impeça seus objetivos, . Barraram CPI’s como a dos planos de saúde, e liberaram os barões evangélicos de pagar impostos das fortunas que fazem com suas igrejas, arrebentaram leis de atendimento a mulheres violentadas. E  continuam vendendo, trocando e negociando o país em troca de favore$.

Atualmente, Cunha tem como principal função criar manobras contra sua cassação, e desviar a atenção do povo de seus atos! Queria ser o protagonista, o herói, mas por enquanto está mesmo querendo passar desapercebido, ser o come quieto da situação.

 

Desfila também, Feliciano! Aquele que disse que negro é amaldiçoado, entre tantas outras baboseiras, e que depois disso, ganhou um carguinho na Comissão de Direitos Humanos!

Mas não para por ai! Nesse cenário sempre cabe mais!

Cabe Edir, RR, Valdomiro, Hernandez e tantos outros menores, menos populares, mas não melhores. Gente que fez da fé um troço pra lá de rentável e não tributável. E que está ai na cara de quem quiser ver, é só passear pelo controle remoto ou nas rádios.

 

 

Satanás? Cadê ele?

Fico eu aqui me perguntando se ele é mesmo tão imbecil de estar do outro lado, numa marchinha de no maximo 150 gatos pingados na Paulista, que nem durou nada!

Por favor gente, vamos pensar, vai!

 

 

 

Não orei contra Marcha nenhuma!

Orei e me indignei, foi contra a cara de pau, o cinismo e a dissimulação evangélica!

Que insiste em não ver seus erros, e não se atentar em como são vistos hoje.

Tenho certeza de que hoje, tem gente por ai dizendo que o evento nao deu certo porque elea oraram e fizeram e aquelas coisas.

Mas no fundo é cinismo, alienação ou pura burrice mesmo.

Mas se algum evangélico acredita que aquilo era coisa séria, que então se culpe por tal fato, pois qualquer um que analisar a imagem dos evangélicos de antes e depois dos anos 90 verá que muita coisa mudou, e pra pior!

 

 

Líderea evangélicos formadores de opinião e gente com voz no meio, tiveram a chance de não permitir que nomes de cretinos como os que desfilam hoje,  se associassem a eles. Tiveram a chance de denunciar e dizerem pra igreja e para o mundo: “Pessoal! Macedo e sua práticas não fazem parte de nós!”

De dizeem que: “Malafaia, Cunha, Bolsonaro e Feliciano, não nos representam!”

E gritarem que: Esse circo todo de engano, exploração, má fama, nada tem a ver com o Cristo.

 

 

Aliás esse é o Jesus e o Deus que estes lideres evangélicos ajudaram a pintar e que é propagado pelos seus fiéis. Um Deus branco, machão, amante do dinheiro. Arrogante, racista e que odeia. Um Deus que abençoa a propina, e que guarda os espertalhões da cadeia. Um Deus perseguidor que atiça a guerra religiosa, que habita o inferno da culpa, da acusação, e lá prepara morada pra quem não andar no eixo do que as “leis evangélicas” ditam.

No entanto é mais fácil sentar no rabo, e  falar do rabo alheio, melhor “satanizar” o “insatanizável”,  do que admitir seus erros, ou fazer um exercício de consciência e alinhar suas vidas aos mandamentos de Jesus Cristo através do verdadeiro evangelho, que não nasceu pra fazer evangélicos, que não nasceu pra ganhar força política, nem nasceu pra poder e oprimir. E isso é tão claro em cada linha dos evangelhos, que eu não tenho duvidas que Satanás mora atualmente em seus olhos, pois não é possível que não consigam fazer tais comparações do poder do evangelho em Criato Jesus com todo esse cenário habitado por canalhas e bancados por alienados.

 

 

Desculpe a franqueza. Devo dizer que recebi sim vídeos e indagações de irmãos que muito respeito, e que anda pelo evangelho de verdade, realmente preocupados com o evento, mas que viam tudo com um olho muito mais curado e realista. Tenho muiyo respeito por estes amigos,pelo contrario nem os seguiria nas redes sociais. Por estes amigos e com eles oro sim, pra que Jesus seja apresentado a todos estes descontentados pela religião e seus ataques. Oro por cada amigo que prega o evangelho com verdade e amor, pra que não se entreguem e que sigam em frente, contra tudo isso que esta ai em evidencia.

O Diabo existe, bom seria que ninguém mexesse com ele, nem de brincadeira. Mas conforme banalisamos o evangelho, em nossos cultos, atitudes e comportamentos, apresentamos um Deus com atitudes de diabo, e tendemos a ver nascer, crescer, e tomar forma, um diabo com cara de Deus, uma solução, um escape e um antidoto contra esse “deus evangelico”.

 

Portanto tenhamos coragem de romper com tudo isso. Ou estamos gostando de sermos confundidos com essa turma? Eu não, tô fora!

 

 

 

Ca Correia

18/01/2015

 

 

 

 

 

 

Anúncios

DEUS? NO CONTROLE?

6 jan

10891651_558454277624971_3186130000259698381_n
Imagem enviada hoje pelo meu amigo Vitor Martins, que reflete uma realidade.
Pois em muito do que se chama cristianismo, atualmente, se faz bobagens a vontade, se faz um circo com o evangelho, e se arrebenta com tudo e com todos, sem nenhum temor ou preocupação, pois no fim das contas, o rótulo, culpa a Deus, e ai, é só apontar e dizer:” Foi Ele, afinal Deus está no “controle”!!!!

Mas você sabe muito bem que Deus não esta no controle de nada em você! Pois o controle Dele na sua vida é uma mentira, nada mais que um simples adesivo ou uma camiseta gospel, uma bíblia embaixo do braço, uma oração enfeitada de palavras vazias, e um culto performático.

Pare com isso!!!
Não bote os pontos de suas infrações na carteira de Deus!
Assuma! Seja Honesto!
Você quem causou o acidente!
Você que atropelou processos, machucou gente e arrebentou com os muros do bom senso.
Você ultrapassou os sinais de sanidade mental e espiritual.
Você resolveu, desafiar contrariar e tirar um racha com o bem.
Você ignorou todas as orientações do evangelho, e acelerou para o fim em sí mesmo.

Assuma!


Busque a conversão verdadeira, e o retorno para o caminho do bem.
Acesse a estrada da simplicidade pura do evangelho, que se chama Jesus Cristo, a única que conduz a vida na certeza de que o caminho leva a algum lugar, que de fato encha a vida a cada milimetro percorrido.
Seja honesto e se arrependa!
Pois o Pai ama, e não despreza um coração arrependido por enxergar seus excessos e desejar de fato mudar.

Ca Correia

06/01/2015

Banana pra todos vocês!

29 abr

 

288-banana_pra_vc-felipe_rau

 

Tinha uns 9 anos por ai, meu pai trabalhava fazendo pequenos serviços de pedreiro, eletricista e encanador em apartamentos da região de Higienópolis. Em um destes serviços, enquanto meu pai havia ido buscar alguns materiais, ouvi a patroa falando para empregada deixar a banana cortadinha, e servir num recipiente de sobremesa, e que comer a banana assim, pegando, descascando e comendo, era estranho, feio, lembrava coisa de macaco.

Neste mesmo momento a madame metida a besta, disse para empregada, apontando  para mim: “Vê se o menininho quer banana também!”  A empregada me ofereceu dizendo que cortaria para mim também caso eu quisesse. No mesmo momento  a  patroa gritou saindo da cozinha com sua banana picada na mão: Não precisa cortar não, dá pra ele assim mesmo!

Recusei a banana da madame, não porque me senti ofendido, era moleque de 9 anos e nem me dei conta disso. Na verdade até queria, mas tive vergonha ou medo de que meu pai brigasse comigo quando chegasse.

 

Tem coisas que a gente não percebe, às vezes de tão normais e banais que se tornaram, nem sentimos mais, nem conseguimos ver por trás de tudo a verdade. Não conseguimos mais julgar, decidir, e ai, é mais fácil achar tudo bonito, abraçar a idéia, ou fingir que não viu, que não sabe, ou que não é com você.

No domingo na partida entre Barcelona e Villareal, o jogador Daniel Alves comeu a banana arremessada pela torcida rival, que o chamou de macaco. Coisas como essa já aconteceram com diversos jogadores como: Balotelli, Roberto Carlos, entre outros.

A resposta do Daniel Alves aos imbecis, para mim foi forte, corajosa e ao mesmo tempo gozadora. O jogo seguiu e ele deu passe para o gol, marcou o seu, e correu para seu time ganhar a partida. Mais tarde disse que foi uma atitude impulsiva, impensada, se indignou, fez e pronto.

 

Após a atitude de Daniel Alves, começaram a pipocar na internet um verdadeiro desfile de “selfies de bananas”.

É isso mesmo!

Bananas com bananas na mão tirando fotos.

Jogadores, empresários de jogadores, cartolas, artistas globais, personagens de desenho. Alguns, estranhamente pareciam não saber sequer segurar uma banana, outros com uma cara de aversão a fruta, pareciam nunca ter comido uma banana na vida.

E assim em poucas horas o protesto impulsivo, corajoso e legítimo do jogador, que sente isso na pele a 11 anos, virou modinha de gente que teve muito tempo de ir no cabeleireiro e passar no mercado para escolher a banana que usaria na sua foto.

 

Você é chato Carlos, implica com tudo! Disseram alguns com quem eu conversava ontem sobre isso.

Sou sim!

É que não tenho mais 9 anos de idade  e graças a Deus consigo pensar, e não sou o único, muita gente percebeu o que eu percebi.

 

Muita gente viu que a situação tomou uma forma tão podre e patética por parte das “celebridades”, que a questão #somostodosmacacos (slogan criado do dia pra noite por publicitários)  nem mesmo se  importa com darwinismo, criacionismo,  que alguns de vocês tentam discutir usando a mesma situação.

Eles não estão nem ai com isso! Na verdade o “ismo”  que interessa a eles, é o da palavra “oportunismo”. Fazem parecer fantástico e sensacional, ignorando que eles mesmos participam de um mundo onde se jogam e ajudam a jogar bananas para os “macacos” toda hora.

 

Sr. Blatter presidente da FIFA , fez o “mais do mesmo”: “Não vamos tolerar atos de racismo na Copa!” Disse o homem que vai mandar no Brasil durante o mundial de 2014 .

Não sei, mas com certeza nossa Presidenta deve ter dito, ou vai dizer em algum lugar, que o ato é lamentável, e que ela repudia tal coisa, como ela sempre diz.

Na verdade, Blatter, Presidenta, e qualquer personagem politico, estão só fazendo o “mais do mesmo”, dando bananas para os macacos. Eles não estão nem ai com o país onde patrões jogam bananas aos macacos em forma de humilhações, e salários de fome todo dia. Pois eles mesmos fazem a política de jogar bananas aos macacos em formas de cotas nas faculdades, nos empregos. Dão bananas para o povo do metrô e ônibus lotado, do trem quebrado Bananas para o deficiente que não encontra fácil acesso e mobilidade, para os doentes nas filas, para os familiares que perderam alguém vítima da violência.

Bananas para todos vocês!

Para eles somos todos macacos mesmo!

 

 

Os artistas que publicam suas fotos agora, posando de ofendidos e engajados na campanha, por acaso, também não perceberam a suas emissoras dando bananas para os macacos toda hora?  Nunca perceberam a exclusão de negros da novelas, filmes e programas,  quando não,  um ou dois papéis de serviçais? Ou então, pelo contrário, não perceberam a mídia exaltando uma novela onde um negro faz papel principal, como se fosse  um bicho, um ser fantástico agraciado por um ato de pura nobreza, evolução e igualdade da emissora.

Ah vocês não viram, senhores bananas dos selfies?

Nunca viram também nos comerciais e agências de publicidade, negros serem tratados com aberrações, como bichos raros em um ou outro trabalho? Nunca viram que não importa o talento, e sim preencher as cotas para negros, nordestinos, pobres, homossexuais, e feios, todos contadinhos nos seus devidos lugares.

Nunca viram?  Mesmo?

Viram sim! Vocês ajudam a jogar bananas aos macacos, vocês compactuam com isso o tempo todo.

Calam-se para não perderem contratos, se acovardam com a injustiça, ou cruelmente, ajudam a lançar as bananas, para os macacos.

Jogadores, artistas, políticos, mídia, vocês fazem parte do mundo que joga bananas para os macacos o tempo todo. A indignação de vocês se resumi a uma foto, uma coletiva de imprensa, ou um post na internet.

 

 

Que times saiam de campo, que jogadores façam greves cobrando atitudes sérias e verdadeiras da FIFA que se gaba de banir os Hooligans, mas que não consegue organizar um futebol onde a arma é uma banana.

Que artistas saiam de cena, que não participem do circo onde o negro, o pobre, o gay, e o nordestino, sejam hora o bicho raro, hora o escorraçado.

Que jornais como um que vi hoje com a frase: A Macacada Reunida! Se enxergue,  ou pelo menos seja forçado a ver que, nós negros, não queremos ser o macaco que vocês estão tentando dizer que somos, um macaco que vesti o pejorativo tecido por vocês, e dança conforme suas músicas. Não queiram  banalizar e tornar isso normal,  como fazem ao chamarem palmeirenses de porco, são-paulinos de bambis, e corinthianos de gambás.

 

Somos todos macacos?

Não!

Somos todos oportunistas! Seria a frase ou a hashtag mais certa para vocês, que poderiam aproveitar a visibilidade que tem, para fazer mais que fotos e frases de efeitos no Twitter.

O racismos esta ai, e enquanto você e eu, povo, assiste, consome, e aceita  esse cinismo todo, não percebe que os macacos somos todos nós.  Eles  não, são superiores, bonitos, com todos os dentes, saudáveis e falam bem.

Lembra disso?

Então, são os que nos lançam bananas toda hora e todos os dias, e o pior, é que nós parecemos  gostar.

 

E chega dessa história!

 

Ca Correia

28/04/2014

 

 

 

Jesus disse, João provou, curtiu e compartilhou!

27 nov

l_6c90a79d95744294994dd36c949d9891

 

Jesus disse um dia á multidão: Eu sou o pão vivo que desceu do céu; se alguém comer deste pão, viverá para sempre; e o pão que eu der é a minha carne, que eu darei pela vida do mundo. 

Disse também que o maná do deserto dado a Moisés e aos pais daqueles que ali estavam, era alimento momentâneo, e não algo que desse a vida eterna. Jesus também deu a entender que até o pão que Ele próprio havia multiplicado, e que era o real motivo daquele povo estar ali, era um pão inútil perto do pão da vida que ele queria apresentar á todos naquele dia.

Anos mais tarde Paulo em um momento de comunhão e ceia disse: Porque eu recebi do Senhor o que também vos ensinei: que o Senhor Jesus, na noite em que foi traído, tomou o pão; E, tendo dado graças, o partiu e disse: Tomai, comei; isto é o meu corpo que é partido por vós; fazei isto em memória de mim.

“Compartilhar” é a palavra da moda nas redes sociais, e na internet em geral. É dividir com uma ou mais pessoas algo que achamos interessante. Compartilhamos fotos, textos, ensinos, piadas, manifestos e tudo mais que achamos que tenha relevância. Sendo o “compartilhar” a palavra do momento na internet, parece até que o dono do Facebook foi quem  inventou isso.  Mas ao contrário do que achamos, compartilhar sempre foi uma característica  importantíssima do ser humano e profundamente essencial no evangelho.

A diferença é que o compartilhar das redes, embora se tenha muita coisa interessante de fato, engraçada, ou séria, hoje em dia, em sua maioria é vazio, sem nenhuma utilidade, e idiota.  

A coisa se tornou tão fútil, que hoje, se compartilha até o que não se acha tão interessante. Na verdade compartilha-se qualquer coisa, só pra dizer que se esta ali, que existimos na rede.

Respondemos  com o famoso: KKKKKK!!! O que nem achamos tão engraçado assim. Curtimos coisas sem provar, e compartilhamos ideologias, citações e temas sem conhecer, sem se aprofundar. E  é ai que o “Compartilhar” do evangelho de Cristo se mostra diferente, mais vivo, mais eficiente, mais próximo e verdadeiro.

Quando Paulo em I Coríntios 11:23, se dispôs a   ensinar o que havia recebido do Senhor, se apresentou como mais uma testemunha do compartilhamento daquele pão do evangelho que Jesus partiu com seus discípulos e com  a multidão, pão este que foi citado por João.

Jesus disse que era o pão, serviu este pão diariamente aos que lhe cercavam. O pão era o próprio Jesus, o pão era sua palavra, que a cada ensino, cada repreensão e a cada dia no caminho da vida, se instalava no coração dos que aceitaram seu chamado. Eles ouviram esta palavra, eles comeram deste pão. E com isso mostraram que quem o come, tem seus olhos abertos para o verdadeiro compartilhar da vida, pois é impossível querer comer só, viver só, e ter só este precioso alimento  dado pelo Pai ao homem. Da mesma forma como era impossível descreve-lo, e aparentar com informações ter comido dele, sem de fato ter vivo isto em seu espirito.

João era um deles, ouviu a Jesus, provou o pão, curtiu e compartilhou deste pão a todos, e mesmo quando já não havia a presença física deste Jesus, João estava alimentado da convicção de que O Cristo estaria com ele todos os dias até a consumação de tudo.

Paulo não leu o evangelho de João. E talvez ai, devido a ordem com que os livros se apresentam na bíblia perdemos detalhes e ensinamentos preciosos e ficamos sem perceber os detalhes, e os panos de fundo que deixam a história ainda mais bela, ainda mais poderosa e surpreendente.

João ouviu antes de Paulo, mas Paulo escreveu antes de João.

Sendo assim Paulo foi o testemunho de que o pão da vida compartilhado no dia a dia através dos que vivem o evangelho, não morre em seu poder, em sua verdade, ele se multiplica, se espalha, atravessa meses, anos e séculos, é o pão eterno.

João escreveu mais tarde que Paulo, mas antes, junto com os outros apóstolos , falou a todos sem cessar do que havia provado, compartilhou com sua própria vida,  foi testemunho vivo da mensagem de Cristo. E assim outros provaram do pão, e mesmo sem terem se sentado fisicamente naquele dia com Cristo, comeram do mesmo pão, viveram com a mesma intensidade o poder que foi dado pelo Filho de Deus.

Paulo não leu João, mas ouviu o Cristo que falou naquele dia, anos antes de sua conversão. O pão da vida não perdeu força com o tempo, e mesmo sem estar escrito nada sobre, o mesmo pão dado naquele dia foi dividido, e assim é até hoje. 

Este pão da vida foi, e é, compartilhado até hoje em cavernas, porões, e esconderijos de perseguidos.

Muitos morreram, crucificados, decapitados, queimados, por não trocarem o pão da vida, pelo pão do conformismo, da dor, e pelos pães que embora saborosos de momento,  perecem,  e no fim nada trouxeram de sustância, de força e de resistência pra se viver a vida.

Ouvir, provar, viver e compartilhar, sempre foi assim, e por isso o pão  vivo que desceu do céu chegou até você e a mim. Viajou no interior de personagens que se entregaram como  discípulos anônimos   que dividiram o evangelho da vida da mesma forma que receberam, e assim mantiveram a ligação que Jesus estabeleceu com João e todos os outros, que chegou a Paulo,  passou por tantos outros, e chegou até nós, como verdade, e não tendo outro nome, senão o do pão da vida que é Jesus Cristo, somente Ele, e nada e ninguém mais.

Comer deste pão, é como ser transportado até aquele dia, é como estar sentado ao lado dos discípulos, ser um deles. O tempo se mistura e ao mesmo tempo perde a importância, perto do pão que não perece, não perde o sabor, o poder ,e nem a vida. Que é o mesmo, e sempre será!

Ouça o pão, prove do pão, viva e compartilhe o pão  com a sua vida, com a alegria que ele traz, e com o vigor que Ele dá diante de tudo.

Jesus Cristo o pão da vida dado por Deus, para que a fome espiritual do homem seja exterminada pra sempre!

E ai, vai compartilhar? Então vamos!

Grande abraço!

Carlos Alberto Correia

Remanescentes

04/03/2013

Sobre os poderes.

6 nov

Poder de compra, poder de venda, poder de manipulação.

Poder de persuadir, poder de seduzir, poder de argumentação.

Poder de mercado, poder de barganha, poder de expressão.

Poder de voto, poder de veto, poder de validação.

Poder do Estado, poder da Lei, poder de execução.

Poder de policia, poder de fogo, poder de neutralização.

Poder de cura, poder da mente, poder da religião.

Todo mundo mesmo que inconscientemente, busca poder ter, poder ser , poder chegar.

Na busca louca por poder e por controle,   tentando a todo custo  se auto afirmar.

Mas há as poderes que angustiam com seu peso

Que escorrem do dia pra noite pelos dedos

Mas o maior Poder de todos os poderes, aos que o receberem,
Poder de serem filhos de Deus.
Maior poder tem os que o receberem, alcançados pela graça de serem chamados
Filhos de Deus.

Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome;
João 1:12

Carlos Alberto Correia

Ainda tenho muito que vos dizer.

4 nov

Ainda tenho muito que vos dizer, mas vós não o podeis suportar agora.
João 16:12

Tem tanta coisa que não sabemos, tem tantas outras que saberemos mais tarde, e outras que talvez nunca saberemos.
Jesus conhecendo o coração dos discípulos percebeu que naquele momento a informação, as palavras ou as revelações de segredos, poderiam agir de forma errada e trazer muito mais angústia, dor ou questionamentos infernais para a alma deles do que esclarecimento.

Nem sempre o que é bom deve ser dito agora, só porque é bom. Tem tanta coisa boa guardada por Deus que jamais penetrou o coração humano.
Tem horas que a verdade mesmo sendo verdade, deve continuar guardada, esperando o momento certo, a hora de cair como semente e fazer nascer vida na vida da gente e em quem a ouve. Muita gente não respeita isso e pinta a verdade de forma que ela fique mais branda para que não cause tanto transtorno. Enquanto outros preferem deixa-lá mais agradável, transformando-a até numa mentira aceitável, e assim causam silenciosa morte aos que a ouvem.

Tem verdades duras demais, e gente como eu e você, talvez não estejamos prontos, e talvez jamais estaremos para ouvi-las em sua totalidade. Tem coisas que jamais serão reveladas nesta vida.
Jesus sabendo disso, não fez das coisas boas uma ferramenta para o mal atormentar a alma dos seus discípulos.
Jesus pensou e agiu ao contrário de nós quando saímos pra falar o que chamamos de “umas boas verdades” para alguém, que talvez até precise ouvi-las mas que talvez naquele momento traga mais guerra que paz, mais afastamento que perdão, mais machucados ao invés de cura.

Sejamos gratos a Ele que nos ama a ponto de não lançar sobre nós mais do que podemos carregar.
Porque naquilo que não sabemos, Ele é a nossa salvação, e naquilo que não compreendemos Ele nos justifica.
E se assim é conosco, que também seja com nosso próximo, e que nosso bem, mesmo sendo bem, seja cheio de discernimento, paz e amor para que não atropele nosso irmão como um rolo compressor, fazendo o seria vida, um “bem” assassino.

Um abraço e um bom fim de semana a todos
Carlos Alberto Correia

01/11/2013

Tudo mundo chipadinho aí?

5 jun

brain-chip_ahGeh_54

Regina Dugan, a atual líder da divisão dos projetos especiais da Google e Motorola, anunciou dias atrás, um projeto piloto com dois dispositivos que visam proteger as senhas e aumentar a segurança dos seus usuários.

A primeira opção é uma tatuagem feita no usuário que criptografa a senha. A segunda opção, e talvez mais ousada, é uma pílula que conta com um minúsculo equipamento alimentado pelo acido estomacal, que funciona transmitindo senhas por um intenso sinal de 18 bits, transformando o corpo do usuário em um token, ou um exalador automático de senha.

Pois bem, os moderninhos diriam que isso é muito legal, enquanto religiosos diriam que é se trata do início da  implantação da marca da besta, como já vi em posts em redes sociais, e em algumas conversas.

Embora seja cristão, decepcionarei quem gostaria que eu falasse sobre a marca da besta. Por outro lado, sendo também web-designer e programador e envolvidos em projetos tecnológicos, também não vou dar pulos, aplaudir e nem ficar boquiaberto com a Google por isso.

Confesso, fico muito revoltado quando ouço sobre estas idéias dos Estados Unidos de chipar estrangeiros, e destas invenções que visam invadir ou marcar o corpo humano, e embora pra muita gente seja normal e sinais de que vivemos numa sociedade moderna e desenvolvida, para mim isso é nojento, e obscuro.

Imagine só se a moda pega!

Ai o governo te põe um chip pra controlar seus impostos, o Google te dá uma pílula pra acessar os serviços online, a academia da esquina te bota um supositório super fitness no traseiro pra controlar seu desempenho, acesso e pagamento de mensalidades, e seu chefe não fica atrás, e já te coloca uma forma de controlar seus horários e dados sobre você e por ai vai! A escola das crianças colocam um em seu filho,  o mercado da esquina cria o chip fidelidade pra dar descontos aos clientes chipados, o estadio de futebol o cinema e tudo mais cria o seu chip. Vai ser tanto chip, e meios introduzidos no corpo que não sei e alguém normal conseguira se mexer.

Os moderninhos diriam: Ah, mas isso se resolve com um chip unificado!

Chip unificado, na sua então, mané!

Prometi que não vou entrar em méritos religiosos embora pudesse, e nem em papos conspiratórios embora existam muitas coisas as quais dou razão, e não são tão difíceis assim. Mas mesmo sem entrar nestas questões, todo mundo sabe que grande a briga aqui é por controle. As emissoras de TV, as empresas que empregam ou que vendem produtos e serviços, os governos e partidos políticos, e tantas outras pessoas e organizações querem controle sobre seu publico alvo.

Controle da dinheiro, controle da poder.

A emissora que controla a maioria da audiência controla  tudo,  dita regras de mercado publicitário,  possui dados de comportamento, perfil  de audiência para cada dia e horário, antes de todos, e assim sendo,  tem tudo o que as outras só terão depois que os benefícios deste controle for aplicado, primeiramente por eles detentores do controle. OU seja, enquanto os concorrentes estão começando a saber do assunto, quem tem o controle já usou os benefícios e já está em outra.

Também sabemos que o ser humano possui meios de identificação naturais que o fazem único, como a biometria que é a impressão digital e ainda, leitura da íris e retinas, ou padrões de voz, e faciais.  Todo mundo nasceu com isso, todo mundo pode ser identificado por um destes meios naturais. E vemos até em filmes futuristas com os avanços mais tecnológicos, mostram a utilização destas formas de identificação.

Mas isso de Identificação natural, não interessa pra galera dos chips, pois eles querem controlar, e não  saber quem você é. Pelo contrário, eles querem fazer que você se torne quem eles querem que você seja. Pois para quem quer o controle, nosso nome, idade, formação, são só dados de estudo para elaboração de estratégias de marketing, somos só número.

Por isso num mundo onde as coisas boas, são adulteradas em prol dos que tem controle e viram benefícios para corruptos criminosos, que garantia eu teria de que uma pílula que exala senhas e faz com que meu corpo se comunique com computadores, não faça o inverso, a ponto de computadores sugestionarem coisas?

Quem me garante que um chip, não seja simplesmente para me monitorar como um bicho que se quer manter num cercado?

Quem me garante que não haverá manipulação, invasão de privacidade?  (embora isso já aconteça o tempo todo!)

No mundo onde o mesmo Urânio pode ter fins medicinais ou virar bomba atômica, dependendo das mãos de quem o manipula, eu não confio em ninguém que queira introduzir um corpo estranho em mim.

Isso é o que penso! Não precisei nem entrar em méritos religiosos, para provar que isso por si só, já é sujo e perigoso demais num mundo de desrespeito, invasão, e corrupção. Um lugar onde com certeza não haverá chips em políticos  e grandes lideres para controlar seus desempenhos, suas idas e vindas e sua rotina publica, e especialmente no Brasil onde se adora abraçar tudo que os estrangeiros inventam, menos ainda , pois aqui é restrito até o acesso aos painéis com os votos de leis  e projetos no Senado e na Câmara, o que diria expor nossos excelentíssimos senhores da gastança. Mas não se assuste se eles de uma hora pra outra quiserem meter chips no povo, pois controlar, manipular e enganar é com eles.

Carlos Alberto Correia

02/06/2013

5 abr

Esse Brasil é um verdadeiro Funkão! Tem batida forte, beleza. Tem talento e potência pra dizer á que veio. Poderia fazer mais e mudar muita coisa, porém gasta toda essa energia com sacanagem e alienação, com covardia e conformismo,  que somado a falta de comprometimento o faz descer até o chão, quando poderia voar alto.

 

 

Temos todo tempo do mundo?

4 abr

Atores Globais, “Malafaias”e “Jeans Willys”.

“Felicianos”, mídias, cantores consagrados da MPB.

Ativistas gays, e evangélicos, e quem diria até “Joelmas” agora.

A fila da estupidez e intolerância engorda a cada dia.
Mas tudo bem, estamos com todo tempo livre mesmo.

 

Afinal ninguém esta embaixo da ponte, ninguém passa fome, ninguém estuda em escolas precárias, ninguém dorme e nem morre na fila do SUS.

Nenhum pai de família perde o emprego e nem morre vitima da violência tentando ganhar o pão de sua família.

Os impostos não levam o fruto do nosso suor, e nem as enchentes levam nossos entes queridos.

Nem “Renans”, nem “Genoinos” metem a mão nos nossos bolsos, e  riem de nossas caras, enquanto o circo pega fogo com eles na platéia, comendo caviar como se fosse pipoca, mamando nas tetas do governo quando deveriam no máximo receber quentinhas nas celas.

 

Senhores artistas e celebridades! Deêm mesmo selinhos e bitoquinhas para fotógrafos ou em frente as câmeras em protesto.

Senhores Religiosos! Levantem mesmo bandeiras e espadas defendendo seus lideres representantes, que até onde tenho visto, falam do que Cristo não falou, lutam pelo que Ele tendo todo poder não lutou,  e se ocupam com o que Ele, sendo Filho de Deus, não se preocupou.

Tudo certo! Afinal podemos fazer  igualzinho o que acontece no carnaval, e mandar tudo  esperar.

 

As leis e discussões sobre penas severas contra a pedofilia, podem esperar.

Os Onibus e os Metrôs lotados,  com cidadãos amassados, sejam homossexuais, héteros, ateus, católicos ou evangélicos, podem esperar.

O paciente que sofre a agonia de esperar por uma cirurgia que deveria ser pra ontem, esperem mais um pouco.

As mães sem creches e escolas para os filhos. Podem esperar!

As crianças que brincam no esgoto, o Nordeste seco, os indíos despejados de suas terras, todos podem esperar.

 

Tudo certo! Pelo menos é o que parece, então prossigamos.

Parabéns a você que se aliena e serve de fantoche pra isso tudo continuar, pois só seu IBOPE alimenta esse lixo todo. Mas tudo bem, estamos mesmo com todo esse tempo livre. E com certeza, se é que você se lembra em quem vota, irá fazer o mesmo de novo caso te peçam.

Eu, como muitos do meu povo, vejo tudo isso com lamento, no meio do fogo cruzado, e indignado, prometo jamais lutar por tais bandeiras, e nem me aliar a qualquer destes lados. E fora esse momento, não desejo nem mesmo falar, participar de debates ou discussões sobre esse assunto, o que já seria uma excelente atitude por parte de todos nós, os verdadeiros ignorados e maltratados pelo descaso de quem poderia fazer o certo.

Mas fazer o certo, pra que? E pra quem?.

Carlos Alberto Correia
04/04/2013

O vinho pelo vinho.

22 mar

bebida

Este ano não poderei tomar aquele vinho e comer o peixe da minha vó Maria no domingo de páscoa, como acontece quase todo ano, pois estarei em Campo Grande MS.

Sempre gostei de um vinho, nunca fui muito chegado em outras bebidas como cachaça, cerveja, nunca me aventurei em misturar nada, e nem em beber demais. Mesmo andando com amigos quando era mais novo, nunca me entusiasmou  o fato de ter tanta bebida disponível em festas, e de poder encher a cara, de se orgulhar de ter tomado todas, e acordar de cabeça doendo e ressaca.

 

 

Pra mim desde pequeno a bebida deu uma lição de que quem não lida bem com ela  acaba mal, e vi isso no meu pai. Mas também me mostrou através de meus avós que a bebida pode ser só uma bebida, e nada mais, e que o importante é quem esta em volta da mesa, e a ocasião e as pessoas que nos fazem beber juntos. Até hoje em uma data especial, minha vó compra um garrafão de vinho e faz o almoço esperando o que realmente importa que são as pessoas.

Pra muita gente é o álcool pelo álcool seja ele um vinho, uma cerveja, ou pinga , enfim,  não importa. O fato é que pra muita gente a vontade de beber se tornou uma doença incontrolável. Pra muitos beber impulsiona a vida, determina caminhos, adia compromissos, mata relacionamentos e faz diversos estragos por se tornar o principal condutor da vida do indivíduo.

 

 

Beber nunca foi pecado, e por mais que religiosos e crentões queiram distorcer a palavra, quem a lê pela luz do Espirito Santo jamais será confundido. A bíblia alerta e aborda o perigo do vicio, do excesso, da doença que leva a morte nem sempre do corpo, mas da família, das convicções, da esperança.

Beber não é pecado.

Na verdade o pecado é dar a bebida o lugar mais alto, é o beber por beber, e viver pra beber até morrer.

É claro que alguém que ensine numa igreja ou grupo não deva chegar e liberar todos pra beberem a vontade por não ser pecado. É necessário cuidados pois em um grupo se lida com pessoas diferentes. Em uma grupo  algumas já viram com vícios ou tendências ate mesmo genéticas,  outras são moderadas, e ainda existem as outras que não estão nem ai com o assunto e não gostam de beber nada mesmo.

Mas o problema é distorcer, e fazer o negócio se tornar proibido, pecado, e por consequência mais atraente, adoecedor, e causador de mais culpa. Pois se lida com um vício poderoso, e imagine a cabeça da pessoa que tem uma recaída e logo após ter que enfrentar dedos acusadores dos “irmãos”, punições e críticas da liderança, além do inferno da culpa que é plantado em sua alma, o que resulta muitas das vezes em desistência e fuga total e até mesmo suicídios

 

 

Feliz é aquele que não trata o vinho pelo vinho. Que celebra com o vinho a companhia de alguém especial, um momento especial. Ai é o vinho, o lugar, e o momento, pela companhia do amado ou amada, do amigo, do bate papo que vale mais que as viradas de copo, e que não se importa se a cerveja esquentou enquanto se dava risadas e se contava histórias ou se falava na vida.

Ai a bebida é só bebida, e não mais doença, e quando ela acaba não importa, e quando ela esta sendo demais, por amor a companhia e a ocasião, colocamos ela no devido lugar pra manter vivo o que é mais precioso.  E se é pra manter o que é mais precioso que é a companhia de alguém querido, vale a pena até se abster de beber, caso saiba que ele luta contra isso e posso machuca-lo ou fazê-lo cair.

Ai o domínio próprio deve ser o fruto a ser perseguido e desejado, e não há problema em querer se embriagar de domínio próprio, que é o único excesso que mata os excessos que matam o que é verdadeiro.

Carlos Alberto Correia

22/03/2013

%d blogueiros gostam disto: