Saco de milagres.

26 fev

saco

 

Quando se é saco de milagres nunca se esta cheio o suficiente. Não se encontra paz nem gratidão e se vive uma vida de pleno descontentamento.

Quando se é saco de milagres, são necessárias demonstrações diárias de poder e da presença de Deus, que os encham, mesmo que por algum tempinho, Tudo pra dar aquela sensação de que valeu a pena ir naquele culto, acordar e ir pra igreja no domingo. É sempre assim, alguém deve ser curado (de preferencia de alguma doença grave), alguém deve dar algum testemunho Fantáááástico!!!  Senão o saquinho de milagres fica vazio, perdido,  se sente inseguro em relação á Deus, e acaba sucumbindo na fé.

 

Quando se é saco de milagres se exige que Deus seja uma espécie de malabarista e animador, sempre com números novos pra surpreender a plateia e arrancar dela suspiros. Até se paga e bem pra ver o show! O importante mesmo é nada passar em branco, e valer realmente a pena, pois caso nada aconteça, logo,  Deus estará sendo acionado pelo Procon.

E assim é, para quem é só um saco de milagres, ou um saco furado, insaciável, ansioso, inconstante e imaturo.

 

Em Cristo Jesus e na estrada do evangelho pessoas não são feitas sacos, potes e nem qualquer outro recipientes de milagres, pois ao lado de Jesus nós somos os próprios milagres, e não mais portadores, não mais plateia, e nem clientes, mas o próprio testemunho da obra Daquele que nos amou e nos ama, e nos torna o milagre a cada dia com Ele.

Quem é o milagre, tem gratidão, paz, contentamento com o pão que veio do céu. Tem a fé de que tudo já foi feito, liberado, dito e decretado pelo Filho de Deus.

Quem é o próprio milagre não segue os sinais, mas é a confirmação vivo de que os sinais é que seguem os que creem e não o contrário.

 

Para quem é o próprio milagre, tudo vai além que ossos secos num vale se procurando, tomando forma, criando nervos, músculos e carne e se tornando gente em pé. Pois enquanto os que são só saco de milagres, são tomados pela euforia de ver demonstrações “sobrenaturais”, quem é o verdadeiro milagre dá ênfase ao mais importante de tudo isso, o que vem depois, o que completa tudo, e que faz tudo fazer sentido, que é o sopro de vida no homem, pois entendem que milagres sobrenaturais são bons, mas quando não trazem em sua essencia a  vida, por mais lindos e extraordinários que sejam, procedem do maligno.

Aqueles que são o próprio milagre dão glória pela vida, que é mais que a vida feita de pulsação,  batimentos cardíacos, e respiração.

Eles enxergam e pulam de cabeça na verdadeira vida, que é descrita em I João 5:12, e entendem que, aó aqueles que tem o Filho e a compreenssão de quem Ele é, possuem a vida que Ele dá, em doses de amor misericórdia, cheia de graça, e ai, mesmo que nada seja visível, essa graça basta, pois sendo eles o próprio milagre do amor andante na Terra, se alegram, e não são abalados, nem levados por nada mais que brilhe, que encante e que engane da velha vida de angustias, medos e inseguranças.

 

Carlos Alberto Correia

Remanescentes

24/02/2013

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: