Jesus disse, João provou, curtiu e compartilhou!

27 nov

l_6c90a79d95744294994dd36c949d9891

 

Jesus disse um dia á multidão: Eu sou o pão vivo que desceu do céu; se alguém comer deste pão, viverá para sempre; e o pão que eu der é a minha carne, que eu darei pela vida do mundo. 

Disse também que o maná do deserto dado a Moisés e aos pais daqueles que ali estavam, era alimento momentâneo, e não algo que desse a vida eterna. Jesus também deu a entender que até o pão que Ele próprio havia multiplicado, e que era o real motivo daquele povo estar ali, era um pão inútil perto do pão da vida que ele queria apresentar á todos naquele dia.

Anos mais tarde Paulo em um momento de comunhão e ceia disse: Porque eu recebi do Senhor o que também vos ensinei: que o Senhor Jesus, na noite em que foi traído, tomou o pão; E, tendo dado graças, o partiu e disse: Tomai, comei; isto é o meu corpo que é partido por vós; fazei isto em memória de mim.

“Compartilhar” é a palavra da moda nas redes sociais, e na internet em geral. É dividir com uma ou mais pessoas algo que achamos interessante. Compartilhamos fotos, textos, ensinos, piadas, manifestos e tudo mais que achamos que tenha relevância. Sendo o “compartilhar” a palavra do momento na internet, parece até que o dono do Facebook foi quem  inventou isso.  Mas ao contrário do que achamos, compartilhar sempre foi uma característica  importantíssima do ser humano e profundamente essencial no evangelho.

A diferença é que o compartilhar das redes, embora se tenha muita coisa interessante de fato, engraçada, ou séria, hoje em dia, em sua maioria é vazio, sem nenhuma utilidade, e idiota.  

A coisa se tornou tão fútil, que hoje, se compartilha até o que não se acha tão interessante. Na verdade compartilha-se qualquer coisa, só pra dizer que se esta ali, que existimos na rede.

Respondemos  com o famoso: KKKKKK!!! O que nem achamos tão engraçado assim. Curtimos coisas sem provar, e compartilhamos ideologias, citações e temas sem conhecer, sem se aprofundar. E  é ai que o “Compartilhar” do evangelho de Cristo se mostra diferente, mais vivo, mais eficiente, mais próximo e verdadeiro.

Quando Paulo em I Coríntios 11:23, se dispôs a   ensinar o que havia recebido do Senhor, se apresentou como mais uma testemunha do compartilhamento daquele pão do evangelho que Jesus partiu com seus discípulos e com  a multidão, pão este que foi citado por João.

Jesus disse que era o pão, serviu este pão diariamente aos que lhe cercavam. O pão era o próprio Jesus, o pão era sua palavra, que a cada ensino, cada repreensão e a cada dia no caminho da vida, se instalava no coração dos que aceitaram seu chamado. Eles ouviram esta palavra, eles comeram deste pão. E com isso mostraram que quem o come, tem seus olhos abertos para o verdadeiro compartilhar da vida, pois é impossível querer comer só, viver só, e ter só este precioso alimento  dado pelo Pai ao homem. Da mesma forma como era impossível descreve-lo, e aparentar com informações ter comido dele, sem de fato ter vivo isto em seu espirito.

João era um deles, ouviu a Jesus, provou o pão, curtiu e compartilhou deste pão a todos, e mesmo quando já não havia a presença física deste Jesus, João estava alimentado da convicção de que O Cristo estaria com ele todos os dias até a consumação de tudo.

Paulo não leu o evangelho de João. E talvez ai, devido a ordem com que os livros se apresentam na bíblia perdemos detalhes e ensinamentos preciosos e ficamos sem perceber os detalhes, e os panos de fundo que deixam a história ainda mais bela, ainda mais poderosa e surpreendente.

João ouviu antes de Paulo, mas Paulo escreveu antes de João.

Sendo assim Paulo foi o testemunho de que o pão da vida compartilhado no dia a dia através dos que vivem o evangelho, não morre em seu poder, em sua verdade, ele se multiplica, se espalha, atravessa meses, anos e séculos, é o pão eterno.

João escreveu mais tarde que Paulo, mas antes, junto com os outros apóstolos , falou a todos sem cessar do que havia provado, compartilhou com sua própria vida,  foi testemunho vivo da mensagem de Cristo. E assim outros provaram do pão, e mesmo sem terem se sentado fisicamente naquele dia com Cristo, comeram do mesmo pão, viveram com a mesma intensidade o poder que foi dado pelo Filho de Deus.

Paulo não leu João, mas ouviu o Cristo que falou naquele dia, anos antes de sua conversão. O pão da vida não perdeu força com o tempo, e mesmo sem estar escrito nada sobre, o mesmo pão dado naquele dia foi dividido, e assim é até hoje. 

Este pão da vida foi, e é, compartilhado até hoje em cavernas, porões, e esconderijos de perseguidos.

Muitos morreram, crucificados, decapitados, queimados, por não trocarem o pão da vida, pelo pão do conformismo, da dor, e pelos pães que embora saborosos de momento,  perecem,  e no fim nada trouxeram de sustância, de força e de resistência pra se viver a vida.

Ouvir, provar, viver e compartilhar, sempre foi assim, e por isso o pão  vivo que desceu do céu chegou até você e a mim. Viajou no interior de personagens que se entregaram como  discípulos anônimos   que dividiram o evangelho da vida da mesma forma que receberam, e assim mantiveram a ligação que Jesus estabeleceu com João e todos os outros, que chegou a Paulo,  passou por tantos outros, e chegou até nós, como verdade, e não tendo outro nome, senão o do pão da vida que é Jesus Cristo, somente Ele, e nada e ninguém mais.

Comer deste pão, é como ser transportado até aquele dia, é como estar sentado ao lado dos discípulos, ser um deles. O tempo se mistura e ao mesmo tempo perde a importância, perto do pão que não perece, não perde o sabor, o poder ,e nem a vida. Que é o mesmo, e sempre será!

Ouça o pão, prove do pão, viva e compartilhe o pão  com a sua vida, com a alegria que ele traz, e com o vigor que Ele dá diante de tudo.

Jesus Cristo o pão da vida dado por Deus, para que a fome espiritual do homem seja exterminada pra sempre!

E ai, vai compartilhar? Então vamos!

Grande abraço!

Carlos Alberto Correia

Remanescentes

04/03/2013

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: